Eu escrevo é,
escrevo coisas sem rumo,
sem amor,
sem paixão,
ou a minima reação.

Mas sabe, eu acabo sabendo,
que eu digo muito e nada,
eu boto meus sentimentos naquilo que escrevo,
ou eu boto apenas umas palavras tortas,
então você entende como quer.

Ou seja,
eu não sei nem escrever,
e se for chamar alguém para sua formatura,
para falar coisas boas...
me chame.

1 comentário

CAROLINA RAMOS em 13 de março de 2012 17:22

- A questão é que nunca se pode propriamente escrever o que realmente se sente.
- E o destino faz-se por linhas tortas.
- Tens reacção sim, tu escreves sobre aquilo que (não) te apercebes que escreves, apenas isso.
- E se a reacção for a dos outros, as visualizações os comentários e os amigos, servem para alguma coisa, não?
E para já amizade é melhor em qualidade que em quantidade, não cometas o típico erro de afirmar o contrário.
- Agora essa coisa de falar coisas boas, se consegue falar dos outros, conseguirás falar sobre isso para ti também!

Beijos,
Ka2009

 
▲ Topo